Clean apresenta solução móvel para áreas contaminadas

Unidade lançada pela Clean realiza ensaios pilotos e pode efetuar remediação in situ

Depois de mais de um ano de estudos e testes, a Clean Environment Brasil, de Campinas (SP), coloca no mercado brasileiro a primeira unidade móvel de diagnóstico e remediação de áreas contaminadas, a MRU.

O projeto da MRU utiliza, de maneira inteligente e integrada, tecnologias que já eram disponíveis no mercado brasileiro através da Clean. O desafio estava em reduzir as dimensões de sistemas complexos que permitissem a mobilidade, a realização de testes com qualidade e precisão e a remediação, caso necessária.

Montada em uma carreta sobre duplo eixo, a MRU oferece ao cliente a capacidade de realização de testes piloto em escala real, uma vez que trabalha com vazões de remoção e bombeamento suficientes para a elaboração de projetos definitivos. A unidade pode também efetuar a remediação emergencial ou mesmo definitiva do local contaminado, dependendo do grau de contaminação.

A realização de ensaios pilotos é uma necessidade cada vez mais sentida pelos consultores ambientais – ainda mais em situações próximas do cenário real. É o que oferece a MRU.

“Estamos produzindo tecnologia inovadora”, diz Eliezer Santos, Gerente de Vendas Técnicas da Clean. “O mercado pedia um equipamento como este. Não medimos esforços para produzir essa unidade móvel, e utilizamos o que há em mais avançado no mundo, em termos de tecnologia”, resume.

As especificações técnicas e mais informações sobre a MRU podem ser adquiridas em www.clean.com.br.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: